Arquivo da categoria: Café

Conceição Discos: doces simples feitos com talento

Misto de loja de discos, café e restaurante, a Conceição Discos começa acertando: fugiu dos bairros superlotados de opções gastronômicas e se instalou na Vila Buarque, em uma rua próxima à estação Santa Cecília do metrô. Ali, em um espaço simples mas de bom gosto, com mobiliário parte rústico, parte com cara de casa de vó, serve poucos, mas ótimos doces.

Grande pedaço de brownie da Conceição Discos

Grande pedaço de brownie da Conceição Discos

Passei por lá em uma tarde de sábado. Diante do longo balcão, várias pessoas se acomodavam em banquetas, comendo e conversando com a dona da bola, a chef Talitha Barros. Não sobrava espaço por ali. Sentei então em uma das três mesas localizadas ao fundo da loja.

Não existe cardápio, as opções estão escritas na parede/lousa, com capricho. Sem pestanejar, pedi o pudim (R$ 8). O famoso pudim de leite de Talitha tem sido, nos últimos meses, um dos doces mais comentados e fotografados da cidade. O grande pedaço veio extremamente cremoso e saboroso, sem furinhos e com calda leve e em boa quantidade. Se provou merecedor dos elogios que tem recebido.

Pudim de leite da chef Talitha Barros, da Conceição Discos

Pudim de leite da chef Talitha Barros, da Conceição Discos

Melhor ainda estava o brownie de chocolate (R8). Denso, de sabor intenso e molhado por dentro, é também servido sem economia: o enorme pedaço serve facilmente duas pessoas.

Querendo ver por onde mais passava o talento da chef, perguntei pelo bolo do dia, mas dei azar: não tinha naquele dia. Encerrei, então, com a boa e não muito doce paçoca caseira (R$ 3). Tem consistência firme o suficiente para que se consiga pegar sem dramas, mas derrete na boca.

Paçoca caseria da loja Conceição Discos

Paçoca caseria da loja Conceição Discos

Para beber, há café coado (R$ 3) e cervejas importadas. Entre as opções salgadas há pratos no almoço e algumas opções de sanduíches e tortas para o meio da tarde, mas o hit é o pão de queijo recheado de pernil.

Os discos de vinil ficam logo à entrada e compõem a eclética trilha sonora do espaço. E torça para gostar do que está tocando, porque o serviço, apesar de simpático, é bastante lento. Vá sem pressa.

Conceição Discos
Rua Imaculada Conceição, 151, Vila Buarque. Tel.: 3477-4642
http://www.facebook.com/conceicaodiscos

Anúncios

Três croissants de São Paulo para se sentir em Paris

Não é fácil – nem barato – encontrar bons croissants em São Paulo. É como se, acanhada diante da dificuldade de fazer um folhado correto, a cidade tivesse, com o tempo, se conformado com as aberrações massudas de padaria que alguém um dia ousou chamar de croissant. Mas com determinação (e uns trocados a mais) é possível achar bons exemplos dessa grande instituição francesa. Três deles podem ser provados na região dos Jardins.

Pain au chocolat da padaria Santo Pão

Pain au chocolat da padaria Santo Pão

Um bom pain au chocolat (massa de croissant dobrada em formato retangular com um filete de chocolate no meio) pode ser provado na Santo Pão. Na charmosa padaria chique, localizada na esquina da Padre João Manuel com a Oscar Freire, há pães variados, doces, salgados e até pratos completos. Fui até lá em uma tarde bonita de domingo e pedi, entre outras coisas, o pain au chocolat (R$ 7) com um bom suco detox (irônico, eu sei). A massa folhada é bastante amanteigada porém leve, a casquinha dourada estala ao ser cortada e faz uma sujeira danada na mesa, o que acrescenta à experiência uma diversão a mais. O recheio é comedido, mas de bom chocolate amargo.

Croissant de amêndoas da padaria 7 Molinos

Croissant de amêndoas da padaria 7 Molinos

Em outro canto do bairro, na alameda Lorena próximo à rua da Consolação, está a 7 Molinos com a mesma proposta de fazer bons pães e servir um cardápio de sanduíches e pratos para todas as horas. Na vitrine tentadora, entre outras delícias, o croissant de amêndoas brilha (R$ 8,20). Com um creme de amêndoas rico e açucarado, amêndoas torradas por cima e uma massa um pouco mais pesada, acompanha bem um café.

Já para quem prefere o croissant simples, sem recheio, o destino certo é o tradicional Le Vin. A boulangerie fica na alameda Tietê próximo à rua Augusta, em frente ao restaurante do grupo. Da cozinha aparente saem pães e doces franceses que encantam os olhos. Na parede, cestos abrigam croissants daqueles que produzem a sensação de que Paris está logo ali, dobrando a esquina. Eles são vendidos em dois tamanhos (R$ 4,80 o grande), peça obedecendo ao tamanho da sua vontade no dia e leve para casa. Mas leve um a mais para o dia seguinte, com certeza vai dar vontade de repetir.

Santo Pão
Rua Padre João Manuel, 968.Tel.: 2309 5594
www.santopao.com.br
 
7 Molinos
Alameda Lorena, 1914. Tel.: 3063 4433
www.7molinos.com.br
 
Le Vin Boulangerie
Alameda Tietê, 179. Tel.: 3063-1094
www.levin.com.br

The Little Coffee Shop: ótimo café em dois metros quadrados

O espaço é diminuto – cerca de dois metros quadrados atrás de um balcão -, mas é suficiente para dar vazão a muita criatividade. Trata-se da The Little Coffee Shop, uma micro cafeteria aberta em setembro pela economista Flavia Pogliani, que recebe com muita simpatia e serve deliciosos café e docinhos para acompanhar.

O espaço mínimo da The Little Coffee Shop

O espaço mínimo da The Little Coffee Shop

O mini negócio fica em uma esquina calma de Pinheiros e é fácil de achar: fica abaixo do grande grafite colorido de uma mulher servindo um café. Atrás do balcão, Flavia atende sozinha a clientela em movimentos calculados entre a máquina de café italiana, o caixa improvisado e a geladeira que guarda os perecíveis.

Flavia foi uma das criadoras do evento São Paulo Coffee Week e sabe escolher seus grãos. Seu ótimo café é torrado no Coffee Lab e o espresso sai pela bagatela de R$ 3. O macchiato fica por R$ 4 e o cappuccino, R$ 5.

Fudges da Ella Gastronomia  vendidos na The Little Coffee Shop

Fudges da Ella Gastronomia vendidos na The Little Coffee Shop

Os doces são terceirizados e ficam em segundo plano perto do café impecável. Há bolos simples, para comer na hora, e bolos gelados embrulhadinhos para o momento ou para viagem (esses, R$ 5,50 o pedaço). Em sabores como coco, abacaxi e morango, são feitos pela Casa Baunilha. Provei o gelado de abacaxi, simples mas regado com uma calda gostosa.

Outra opção são os fudges da Ella Gastronomia. Em combinações interessantes como chocolate amargo com pistache e chocolate branco com cranberry e macadâmia, desmancham na boca e acompanham bem o café quentinho.

Bolo gelado de abacaxi à venda na The Little Coffee Shop

Bolo gelado de abacaxi à venda na The Little Coffee Shop

The Little Coffee Shop
Rua Lisboa, 357, Pinheiros. Tel.: 2385-5430
http://instagram.com/thelittlecoffeeshop

On Va Manger: para ir direto à sobremesa

On Va Manger é o perfeito exemplo do restaurante no qual é obrigatório escolher o prato já pensando em guardar espaço no estômago para a sobremesa. Nesse novo bistrô francês de São Paulo, aberto há cerca de dois meses na Bela Vista, os doces são excepcionais e, indo de clássicos franceses a norte-americanos, valem sozinhos uma visita ao local.

Bolo de amendoim crocante do bistrô e café On Va Manger

Bolo de amendoim crocante do bistrô e café On Va Manger

O On Va Manger foi aberto por um chef francês em sociedade com a proprietária da doceria Maison de Marie, do Butantã. Por enquanto, abre apenas para o almoço com um menu enxuto e a preço fechado: entrada, prato principal e sobremesa saem por R$ 34,50. Os doces ficam em uma vitrine na entrada da casa e, após a refeição, o cliente é convidado a voltar ao balcão e escolher a guloseima que mais lhe atrair.

O restaurante abre das 12h às 16h, mas, sabendo do grande potencial de sua confeitaria, funciona parcialmente como café das 10h às 19h. Por isso, é possível provar os doces a qualquer hora do dia com um bom café acomodado em uma das pequenas mesas posicionadas na entrada da casa.

Torta de amêndoas, uma das especialidades entre as sobremesas do On Va Manger

Torta de amêndoas, uma das especialidades entre as sobremesas do On Va Manger

Um dos destaques da vitrine, indicado pela atendente como uma das especialidades do local, é a torta de amêndoas (R$ 6,50). Feita sem farinha de trigo, tem sabor intenso e é coberta por uma senhora camada de açúcar de confeiteiro. Daqueles doces que você termina o pedaço sabendo que vai ter que voltar em breve para comer outro.

Na segunda passagem por lá, pulei o almoço e pedi um bolo com café. Saí ainda mais satisfeita e encantada com o bolo de amendoim crocante (R$ 6,20). Com camadas de pão de ló macio e bem molhado, creme de baunilha consistente e de sabor suave, deixa o show para o amendoim caramelizado que vai por cima roubando as atenções.

Cannelé, bolinho francês de baunilha, do bistrô On Va Manger

Cannelé, bolinho francês de baunilha, do bistrô On Va Manger

Vale provar também o cannelé (R$ 4,60). O quitute francês pouco conhecido por aqui é um bolinho de baunilha e rum não muito doce com casquinha caramelizada crocante e interior cremoso, quase como um pudim. Faltou experimentar o mil folhas, que é montado na hora e tem recebido elogios. A vitrine tem ainda macarons, mousses, pavês, quindim e cheesecakes.

O On Va Manger fica próximo ao shopping Frei Caneca e a um quarteirão de distância da casa de bolos Dolce Helena.

On Va Manger
Rua São Miguel, 89, Bela Vista. Tel.: 4561-1562
Site: www.facebook.com/onva.manger.50

Lavazza Espression: doces para beber

Foi inaugurada em São Paulo, em janeiro, a primeira loja conceitual no Brasil da Lavazza, marca italiana de café. O local, próximo à avenida Paulista na altura do metrô Brigadeiro, tem decoração moderna, mas sem deixar de ser confortável e acolhedor, e serve o café como protagonista em diversas preparações. Passei por lá na tarde deste domingo chuvoso que pedia uma bebida quente reconfortante, mas acabei não resistindo à tentação das bebidas geladas.
Blendissimo Cookie da Lavazza Espression

Blendissimo Cookie da Lavazza Espression

O cardápio começa pelo tradicional espresso tipo italiano, curto e intenso (R$ 3,90), e vai ganhando doçura com bebidas com toques de avelã ou baunilha, algumas opções de chocolate quente e frio, e termina propondo o paraíso para formigas: três sugestões de Blendissimo – café batido com sorvete de baunilha e incrementado com doce de leite, caramelo, avelã ou cookies e coberto com chantilly.

Pedimos o Blendissimo Clássico (R$ 11,90) com caramelo e o Blendissimo Cookie (12,50), com cookies batidos. Deliciosos, de sabor parecido, eles se distinguem principalmente pela textura: o segundo é mais denso e um pouco mais doce, graças ao farelo de cookie. Preferi o clássico, mais leve e refrescante.

Entre os doces para comer, há um balcão super organizado com muffins (no dia em que fui lá, eles estavam tão alinhados que deu dó de pedir um e desfazer a ordem) e bolos do tipo caseiro bem brasileiros. Entre os salgados, a Lavazza já chegou agradando ao paladar local oferecendo pães de queijo.

Muffin de cappuccino da Lavazza Espression

Muffin de cappuccino da Lavazza Espression

Pedi um muffin de cappuccino (R$ 9,50) que chegou à mesa muito antes das bebidas – um dos probleminhas do serviço ainda inseguro. Apesar de bom, macio e com sabores fortes de chocolate e café brigando para ver quem se destacava, faltava alguma coisa para ele se tornar memorável. Quando a bebida chegou, essa sim de arrancar suspiros, deixei o bolinho de lado sem dó.

Lavazza Espression
Alameda Santos, 1091, Jardins. Tel.: 3266-3976