Arquivo da tag: sonho

Sonhos da Dulca entregues em casa

Todos os doces de padaria queriam ser como os sonhos da Dulca. Tradicional, reconfortante, simples em sua concepção e perfeito na execução. Sua massa é leve, fofa, e é recheada com um creme de confeiteiro com sabor de baunilha para valer, com uma textura delicada, verdadeiramente cremosa, e na quantidade ideal para estar presente em cada mordida.

Sonho da doceria Dulca entregue em casa

Sonho da doceria Dulca entregue em casa

Eles são produzidos desde a década de 1950 com uma receita que foi sendo aperfeiçoada com o passar das décadas. E este ano, para se adaptar ainda mais aos tempos, a Dulca aderiu a um sistema de entrega. Agora, com um pequeno planejamento, é possível provar esses sonhos delirantes – e outras delícias – sem sair de casa e com dia marcado. Resolvi provar o serviço e, nesse teste único, ele funcionou bastante bem.

A encomenda é feita pelo site Rakuten a partir de um link na página oficial da Dulca. Lá, é possível colocar na sacola de compras, além dos sonhos, produtos como bombas, tortas, brigadeiros, chocolates e pães. Pedi quatro sonhos por R$ 7 cada e uma embalagem de croissants de 160gr por R$ 12.

Depois de passar pelos procedimentos normais de cadastro, é possível agendar a entrega. O agendamento, em geral, pode ser feito para qualquer dia útil, em horário comercial, contando a partir do segundo dia depois da compra. Fiz o pedido no início da semana e marquei a entrega para a sexta-feira.

Os sonhos chegaram no dia marcado, no período da manhã. Vieram em uma enorme caixa de isopor (grande demais, poderiam diminuir pelo bem do planeta) bem lacrada e com aviso de que se tratava de alimento perecível. Dentro, duas caixas de papelão lacradas com plástico: a maior acomodava bem os sonhos sem nenhum aperto enquanto a menor guardava os croissants.

Doces da Dulca entregues em casa: caixas embaladas em plástico lacrado

Doces da Dulca entregues em casa: caixas embaladas em plástico lacrado

Tanto os sonhos quanto os croissants estavam fresquíssimos e em perfeitas condições. Garantiram uma sexta-feira de alegria e eu só tive o trabalho de fazer o café.

Dulca
Site oficial: dulca.com.br

Anúncios

Padaria Brasileira: bons clássicos no lugar certo

A Padaria Brasileira, que existe há mais de 60 anos no ABC Paulista, é uma novidade para os paulistanos. Naquele pedaço da Grande São Paulo, ela tem uma sólida tradição em bons doces e salgados, mas permanecia, até agora, fora do radar da capital.

Bomba de gianduia da Padaria Brasileira, na rua Augusta

Bomba de gianduia da Padaria Brasileira, na rua Augusta

Quem resolveu mudar essa história foi – quem diria? – o apresentador Gugu Liberato. Em um movimento muito esperto, Gugu abraçou um ponto na rua Augusta, quase na esquina com a av. Paulista, e levou para lá uma filial da Brasileira em um espaço bonito e aconchegante, com dois andares, e colocou quase de cara para a rua o seu balcão de quitutes.

A casa é mais famosa pelos salgados, em especial pela coxinha (R$ 4,90). Sim, ela é incrível e com certeza vai brigar por uma posição entre as melhores da cidade, mas não é disso que falamos aqui. Então sigamos adiante.

No quesito doces, a Brasileira é uma boa padaria, com clássicos das casas do gênero, como sonhos, rosquinhas de leite, tiras de bolo e pavês no potinho. Nisso tudo ela agrada, sem ser sensacional.

Brigadeiro de Ovomaltine da Padaria Brasileira

Brigadeiro de Ovomaltine da Padaria Brasileira

Nessa nova unidade paulistana, provei uma tira de bolo de nozes (R$ 9,20) que estava bem molhadinha e com sabor destacado. O brigadeiro de Ovomaltine (R$ 4,50) – que não chega a ser gourmet – estava um pouco mais duro do que eu esperava, mas tinha o gosto bom do achocolatado. Além dele, havia o brigadeiro tradicional, de gianduia e de pistache, além do beijinho (também R$ 4,50 cada).

O melhor doce que provei lá foi a bomba de gianduia (R$ 6,80). Com massa fininha simples, tem uma cobertura densa bem, bem doce e um recheio mais controlado no açúcar e mais cremoso, mas também bastante saboroso. Grande demais para ser devorada sozinha, vale dividir.

O que não me convenceu foi o sonho, que é um dos ícones das casas no ABC. Pequeno, ele tem massa sequinha e é polvilhado com canela além do açúcar tradicional, mas quase não tem recheio. E, para mim, sonho sem fartura de recheio não é sonho. Sai por R$ 0,95 cada.

Tira de nozes da Padaria Brasileira

Tira de nozes da Padaria Brasileira

Levei para casa mais dois clássicos: rosquinhas de leite (R$ 31 o quilo) e croissants de chocolate (R$ 49 o quilo, R$ 2,55 duas unidades), tudo bem honesto. Não vão ficar – ao contrário das coxinhas – entre os melhores que você já provou, mas para uma boquinha antes do cinema ou a caminho de casa depois do trabalho é uma boa pedida.

Por enquanto, a padaria fecha às 22h20, mas um funcionário informou que eles devem passar a funcionar por 24h em breve. A conferir.

ATUALIZAÇÃO – Julho/2014: Voltei algumas vezes na padaria desde a publicação desse post e o que parecia um começo promissor se tornou uma decepção. O serviço foi piorando a cada visita, tornando-se extremamente lento e com funcionários cada vez mais desinteressados e mal humorados. Além disso, a qualidade dos produtos também foi decaindo. Na última visita, pedi dois bolos e ambos estavam velhos e ressecados, com etiqueta do dia anterior.

Padaria Brasileira Augusta
Rua Augusta, 1592. Tel.: 3262-2207
http://www.padariabrasileira.com.br